POLÍTICA, JAMAIS!

2 de Junho de 2014

O PAÍS QUE TEMOS

Cheguei à conclusão que a política nacional é uma autêntica tourada à portuguesa e nada vai modificar, porque a maioria dos portugueses são ignorantes politicamente e cada um apenas se preocupa consigo, tal como os políticos que só se preocupam com o seu bem-estar.  Não há coesão entre os portugueses.

Na realidade, se continuarmos a assombrar cada dia que nos resta para viver com problemas, que nem somos parte do problema, é afectarmos cada dia com problemas para os quais não temos solução e se as temos nunca serão ouvidas, muito menos consideradas.

Cheguei à conclusão que o importante é cuidarmos da saúde e que possamos gerir o pouco que temos para viver, pelo menos uma vida em paz. Pessoalmente, sempre vivi adaptando cada dia da minha vida gerindo dentro dos limites das minhas possibilidades. Se continuar a preocupar-me em mudar o que está errado, acabarei por afectar a saúde e envelhecer mais rápido, sem nunca melhorar a minha situação económica, muito menos a política e economia do país.

Fique Coelho ou venha Seguro ou Costa nas próximas legislativas, é uma novela contínua do mesmo e só nos desgasta cada vez mais.  Todos os criticismos, comentários ou sugestões nas redes sociais, são como aquele velho ditado: “Os cães ladram e a caravana passa”. Já tenho mesmo sido alvo de insultos e ameaças.

Todos detestam a censura e todos se sentem felizes com a liberdade de expressão, um direito democrata. Mas depois, quando a opinião de alguém não está de acordo com os pontos de vista ou interesses de outros, entram em insultos mutuamente e acabam por dar atestados de ignorância uns aos outros. A maioria não consegue compreender que em democracia todos têm direito a opinião. Embora não estejamos de acordo e possamos aceitar a sugestão de outros, pelo menos temos a obrigação de a respeitar. Também, a maioria desconhece que em democracia a liberdade de um termina onde a de outro começa. Pior que tudo é quando as diferenças de opiniões acabam por afectar as relações, ainda que apenas a nível de amizade, se é que existia alguma amizade, colocando mesmo cada um em posições opostas, uma demais valia a falta de coesão, contra as forças sobre as quais se debatiam.

Os nossos políticos não foram importados mas sim são filhos do povo. São uma sociedade ou grupo profissional que vivem como parasitas oportunistas do povo de quem descendem, de quem neles vota e consente todos os seus actos políticos e de gestão económica e financeira do país. Alguns podem possuir diplomas sem mérito próprio, através de compra ou em troca de favores, os chamados conflitos de interesse. Mas todos eles são indivíduos espertos e inteligentes. Simplesmente, aplicam a sua inteligência em benefício próprio e dos seus, não do povo que os elegeu.

Vou deixar de participar nesta tourada à portuguesa de assuntos políticos, que só mesmo contribuem para estragar o presente  e desmotivar sobre futuro. Vou procurar em paz e ainda com saúde, tirar proveito de tudo aquilo de belo que nos rodeia. Continuarei a participar e escrever nas redes sociais e mesmo no meu blog, para manter activa a minha mente, mas sobre temas diversos, como ambiente, literatura, artes, ciências, tecnologias, etc.. POLÍTICA, JAMAIS.

About Carlos Piteira

Licenciado em Microbiologia pela Maryland University. Especialista em Microbiologia Clínica pela American Society of Clinical Pathologists. Consultor da Qualidade do Ar Interior. Autor do livro: ” A Qualidade do Ar Interior em Instalações Hospitalares”

Ver todos os artigos de Carlos Piteira

Subscrever

Subscribe to our RSS feed and social profiles to receive updates.

6 comentários em “POLÍTICA, JAMAIS!”

  1. shumy Says:

    Chegou à mesma conclusão de muitos portugueses. Não vale a pena participar, ou comer do prato que já está envenenado. Continuar a argumentar com estes senhores, como eles fazem uns com os outros, é continuar a fazer parte do problema. Já estou como o Russell Brand, que embora pareça um louco, tem razão no que diz. Optemos por outros caminhos, mais activos, mais solidários, mais virados para a cultura, mais ligados ao coração. Por que Deus sabe o caminho… e embora não exista ele tem razão.

    Gostar

    Responder

  2. serolmar Says:

    É pena, porque este é o único blogue no qual leio todos os artigos.

    Gostar

    Responder

  3. João F.G. Da Silva Says:

    Caro Carlos Piteira, é com tristeza que li o seu desalento, RESPEITO-O INTEIRAMENTE continuarei a seguir tudo o que virá a publicar os quais muito tenho apreciado. Quanto aos meus disparates que escrevo, não teem qualquer finalidade a não ser passar um pouco o tempo e manter em actividade a parte cerebral, a qual já levou um rombo e o pouco que possa restar quero mantê-la o mais sã possível. Mais,longe de mim, C.Piteira ofender,insultar ou ter outras atitudes menos dignas, não é essa a minha postura na vida, RESPEITAR, PARA SER RESPEITADO….ATÉ AO DIA……Desejo-lhe tudo de bom, pois me parece ser uma pessoa ,daquelas que a pouco e pouco vão escasseando,imfelizmente. BEM HAJA POR TUDO O QUE FÊZ E POR AQUILO QUE CONTINUARÁ A FAZER. OBRIGADO.

    Gostar

    Responder

    • opaisquetemos Says:

      Caro João da Silva, os meus sinceros agradecimentos pelas palavras que me enviou. Poderá sempre que o desejar entrar em contacto comigo através deste blog ou da minha página no Facebook. Afasto-me dos comentários sobre política mas continuarei a comunicar sobre aspectos sociais.

      Gostar

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s