Como é possível uma saída limpa, com crianças doentes devido à miséria do país?

Segundo notícia publicada no Expresso, Mais 20 mil crianças com doenças psiquiátricas num ano.

Não são mais camas para internamento mas sim mais condições económicas e sociais para as famílias poderem providenciar conforto e cuidados às crianças.

O facto de milhares de crianças dependerem de pequenos almoços e outras refeições nas escolas e instituições de solidariedade, é o factor principal para as mesmas viverem com problemas psiquiátricos em relação a outras na sociedade em que vivem.

Muitas dessas crianças não só vivem com problemas de psiquiatria no presente, como poderão ficar afectadas para toda a vida tanto no âmbito da saúde como no comportamento social. Muitas podem acabar como adultos, dependentes  de apoios sociais para  sobreviver integrados na sociedade, fruto da sociedade em que viveram como crianças.

O governo, na sua campanha eleitoral, que é  a sua preocupação principal durante este e o próximo ano,  afirma com optimismo que o país sai limpo do resgate. Mas, como isso é possível com tanta miséria semeada ao longo do período de governação, que afectará o futuro das crianças desta geração e futuras, para além de reduzir ao máximo o indíce de natalidade, cortando cada vez mais os apoios sociais de incentivo às famílias?

O aumento de casos psiquiátricos no país, não afecta apenas as crianças como os pais e avós dessas crianças. Portugueses de todas as idades estão a ser afectados por factores do forro psicológico, sendo Portugal um dos países europeus com o maior aumento de prescrições médicas para tratamento psiquiátrico.

Ao longo do tempo publiquei 2 artigos intitulados: O IMPACTO DA CRISE ECONÓMICA NA SAÚDE – Parte 1 e Parte 2 ,  relacionados com o problema hoje aqui em questão. Por princípio, o português só se envolve directamente com assunto directamente ligado a ele. Porquê preocupar-me com um problema de mulheres se eu sou homem? Porquê preocupar-me com um problema da raça negra se eu sou de raça branca? Etc., etc. Esse comportamento ou atitude dos portugueses, é uma demais valia para qualquer governo manipular o seu poder devido á falta de união do povo. Mas qualquer problema não relacionado hoje directamente com cada um de nós, mais cedo ou mais tarde pode vir a ter directo ou indirecto impacto sobre todos nós. Talvez quando um acaba por compreender a situação, seja tarde demais para poder intervir e impedir as consequências, muitas vezes trágicas e irreversíveis. Enfim! Muito individualismo; pouco ou nenhum nacionalismo.

A situação actual do aumento dos casos de doenças psiquiátricas das crianças, dos pais, dos avós, de portugueses de todas as idades e percursos de vida, poderá ainda não afectar directamente a nós. Mas, será que estamos imunes de nos poder acontecer? Eu dúvido! Nunca devemos dizer que dessa água eu nunca beberei.

Portugueses, assim como a responsabilidade da governação do país é da responsabilidade de quem vota e consente, também  esta situação da degradação do estado mental de milhares de portugueses é da responsabilidade de todos.

Será que a saída da troika é uma saída limpa? Pior que ser cego e não poder ver, é ter olhos e não querer ver.

Acreditem que um país com uma dívida de 130% do PIB, maior do que antes do resgate obtido há 3 anos e, sem meios de produtividade para crescimento económico pelos seus próprios meios, após a saída da troika dependerá apenas do acesso aos mercados financeiros para continuar a sobreviver, contínuando a dívida pública a aumentar indefinidamente.  Teria compreendido, se o resgate que o país obteve tivesse sido gerido no sentido de criar estruturas de produtividade e crescimento nacional, o que não aconteceu, e outra parte para o cumprimento de obrigações para com credores nacionais e estrangeiros. Na realidade, o empréstimo só serviu para apoio à banca, a credores internacionais e aumento da dívida. Portugal não sai do resgate mais limpo mas sim mais pobre. O regresso ao passado de 2011 ou mesmo 2008, é uma mera questão de tempo.

A imagem de saída limpa que o governo quer transmitir aos portugueses e internacionalmente, é como que a imagem de uma família com um carro topo de gama, possivelmente um Audi oferecido pelo governo, á porta de casa para a vizinhança ver, mas com doença e sem comida dentro de casa.

 

About Carlos Piteira

Licenciado em Microbiologia pela Maryland University. Especialista em Microbiologia Clínica pela American Society of Clinical Pathologists. Consultor da Qualidade do Ar Interior. Autor do livro: ” A Qualidade do Ar Interior em Instalações Hospitalares”

Ver todos os artigos de Carlos Piteira

Subscrever

Subscribe to our RSS feed and social profiles to receive updates.

2 comentários em “Como é possível uma saída limpa, com crianças doentes devido à miséria do país?”

  1. Marcos Pinto Basto Says:

    Uma saída limpa da arapuca em que péssimos governantes fizeram Portugal entrar? É conversa fiada para otário trouxa dormir com fome e no outro dia ir cantar “Grândola, vila morena” na praça principal da cidade, enganando o estomago que ronca de fome. Esses políticos que nem Mário Soares até Cavaco Silva, passando por Durão Barroso até Passos Coelho, são todos da mesma laia, desmontaram a economia, servindo a interesses estrangeiros. Os que estão hoje no poder tratam de seus interesses pessoais, fazem festas com seus amigos e continuam sacrificando o povo mais pobre!
    Quando o

    Gostar

    Responder

  2. serolmar Says:

    E já sabemos que essa gente sem escrúpulos tem um futuro assegurado na comissão europeia. Para mim, o balanço é muito simples: pago um imposto demasiado elevado sem qualquer benefício.

    Gostar

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: