PARA O CIDADÃO COMUM, É DIFÍCIL VIVER A IDADE DA REFORMA COM DIGNIDADE

Enquanto que Portugal e muitos outros países da União Europeia, UE, independente do aumento de desempregados, aumentam o tempo de actividade profissional para direito à reforma, a CE reduz o tempo de actividade de todo o pessoal da UE, com reformas milionárias antecipadas, para dar tachos a outros  novos funcionários.

Escândalo na UE

Foi aprovada reforma aos 50 anos com 9.000 euros por mês para os funcionários da UE !

Já reparou? Os políticos europeus estão a lutar como loucos para entrar na administração da UE! E por quê?

Foi aprovada a aposentadoria aos 50 anos com 9.000 euros por mês para os funcionários da EU!!!. Este ano, 340 agentes partem para a reforma antecipada aos 50 anos com uma pensão de 9.000 euros por mês.

Sim, leu correctamente!

Para facilitar a integração de novos funcionários dos novos Estados-Membros da UE (Polónia, Malta, países da Europa Oriental …), os funcionários dos países membros antigos (Bélgica, França, Alemanha ..) receberão da Europa uma prenda de ouro para se reformarem.

Porquê e quem paga isto?

A diferença tornou-se muito grande entre o povo e os “Deuses do Olimpo!”

Os tecnocratas europeus usufruem de verdadeiras reformas de nababos …! Mesmo os deputados nacionais que, no entanto, beneficiam do “Rolls” dos regimes especiais, não recebem um terço daquilo que eles embolsam.
Vejamos:

-Giovanni Buttarelli, que ocupa o cargo de Supervisor Adjunto da Protecção de Dados, adquire depois de apenas 1 ano e 11 meses de serviço (em Novembro 2010), uma reforma de 1 515 ? / mês. O equivalente daquilo que recebe em média, um assalariado francês do sector privado após uma carreira completa (40 anos)..!

O seu colega, Peter Hustinx acaba de ver o seu contrato de cinco anos renovado.  Após 10 anos, ele terá direito a cerca de ? 9 000 de pensão por mês.

É simples, ninguém lhes pede contas e eles decidiram aproveitar ao máximo. É como se para a sua reforma, lhes fosse passado um cheque em branco.

Além disso, muitos outros tecnocratas gozam desse privilégio:

1. Roger Grass, Secretário do Tribunal Europeu de Justiça, receberá ? 12 500 por mês de pensão.

2. Pernilla Lindh, o juiz do Tribunal de Primeira Instância, ? 12 900 por mês.

3. Damaso Ruiz-Jarabo Colomer, advogado-geral, 14 000 ? / mês.

Para eles, é o jackpot. No cargo desde meados dos anos 1990, têm a certeza de validar uma carreira completa e, portanto, de obter o máximo: 70% do último salário. É difícil de acreditar … Não só as suas pensões atingem os limites, mas basta-lhes apenas 15 anos e meio para validar uma carreira completa, enquanto para você, como para mim, é preciso matar-se com trabalho durante 40 anos, e em breve 41 anos.

Confrontados com o colapso dos nossos sistemas de pensões, os tecnocratas de Bruxelas recomendam o alongamento das carreiras: 37,5 anos, 40 anos, 41 anos (em 2012), 42 anos  (em 2020), etc. Mas para eles, não há problema, a taxa plena é 15,5 anos…

Originalmente, estas reformas de nababos eram reservadas para os membros da Comissão Europeia e, ao longo dos anos, têm também sido concedida a outros funcionários. Agora eles já são um exército inteiro a beneficiar delas:: juízes, magistrados, secretários, supervisores, mediadores, etc.

Mas o pior ainda, neste caso, é que eles nem sequer descontam para a sua grande reforma. Nem um cêntimo de euro, tudo é à custa do contribuinte … Nós, contribuímos toda a nossa vida e, ao menor atraso no pagamento, é a sanção: avisos, multas, etc. Sem a mínima piedade. Eles, isentaram-se totalmente disso. Parece que se está a delirar!

Esteja ciente, que até mesmo os juízes do Tribunal de Contas Europeu que, portanto, é suposto « verificarem se as despesas da UE são legais, feitas pelo menor custo e para o fim a que são destinadas », beneficiam do sistema e não pagam as quotas. E que dizer de todos os tecnocratas que não perdem nenhuma oportunidade de armarem em «gendarmes de Bruxelas» e continuam a dar lições de ortodoxia fiscal, quando têm ambas as mãos, até os cotovelos, no pote da compota?

Numa altura em que o futuro das nossas pensões está seriamente comprometido pela violência da crise económica e da brutalidade do choque demográfico, os funcionários europeus beneficiam, à nossa custa, da pensão de 12 500 a 14 000  / mês após somente 15 anos de carreira, mesmo sem pagarem quotizações… É uma pura provocação!

O objectivo é alertar todos os cidadãos dos Estados-Membros da União Europeia. Juntos, podemos criar uma verdadeira onda de pressão.

Não há dúvida de que os tecnocratas europeus continuam a gozar à nossa custa e com total impunidade, essas pensões. Nós temos que levá-los a colocar os pés na terra.

Portugal é apenas um pequeno ramo de corrupção, proveniente de um tronco muito grande de corrupção que é a Europa. A Máfia, crime organizado, que teve o seu início em Sicília, Itália, está propagada por toda a Comunidade Europeia e não só. Impossível que Portugal, Grécia e todos os outros países europeus em crise possam mais alguma vez erguerem-se. Mas muito provável que outros países caiam em desgraça. 

Se continuarmos a permitir esta nova burguesia europeia, o perigo maior é que para protegerem os seus privilégios, por eles próprios aprovados, possam no futuro criarem um exército para proteger os seus direitos e invadirem qualquer país aliado da CE que esteja em crise e não cumpra com as suas obrigações. Isso colocaria os cidadãos de qualquer país em crise como cidadãos europeus de 2.ª classe.

Podem pensar que se trata pura ficção. Mas as probabilidades de se tornar realidade são muito elevadas.

 

, , , , ,

About Carlos Piteira

Licenciado em Microbiologia pela Maryland University. Especialista em Microbiologia Clínica pela American Society of Clinical Pathologists. Consultor da Qualidade do Ar Interior. Autor do livro: ” A Qualidade do Ar Interior em Instalações Hospitalares”

Ver todos os artigos de Carlos Piteira

Subscrever

Subscribe to our RSS feed and social profiles to receive updates.

3 comentários em “PARA O CIDADÃO COMUM, É DIFÍCIL VIVER A IDADE DA REFORMA COM DIGNIDADE”

  1. Vasco Says:

    Nem todos os países ditos “ricos” ( riqueza é um conceito um quanto relativo), estão a favor do aumento das contribuições para a união europeia! O reino unido teve sempre uma posição muito dura em relação às contribuições para a UE.
    Este ano houve uma posição muito clara por parte do UK para reduzir as contribuições.

    Os médias Portugueses e a posição do PM foi sempre de aumentar a contribuições para não prejudicar o orçamento de Estado Português.

    Os países nórdicos também não são a favor do aumento das contribuições.

    Os únicos que são a favor é Alemanha, França e o resto dos países que estão com défices brutais e necessidade de resgate.

    O problema da UE é que acaba tudo por ser um grande saco azul onde a riqueza é distribuída da forma que os tecnocratas desejam. Assim os tecnocratas podem manipular opinião e a sua influencia sobre todos os países de forma depois a redistribuir a riqueza como bem entendem!

    Assim a sua manipulação é muito basica:

    – Pendem a força dos países necessitados para propor mais receitas aos paises “ricos”.
    – Junto dos paises necessitados convencem facilmente que a UE precisa de mais dinheiro para os ajudar.

    Isto tudo acaba por ser um esquema de cascata enorme porque o nosso governa também gere mal os nossos dinheiros assim como os fundos da UE. Basta perguntar onde é que foi gasto todo o dinheiro com fundos comunitário ao longo destes 20 anos.

    Onde foi gasto todo o dinheiro das receitas da SS?

    As perguntas continuam e continuam…..

    Se por um lado os países maus que durante 20 anos contribuíram com receitas para a UE, são chamados de crueis. O dirão eles de paises como Portugal e Grécia que andaram 20 anos a chupar dos recursos deles.

    Quem fica a ganhar com isto tudo é apenas Alemanha e talvez alguns grupos do lado Francês que são os países que tem mais tecnocratas e influencia em Bruxelas.

    Gostar

    Responder

  2. francisco neves Says:

    o parlamento europeu, á portuguesa…e cada vez menos democrático. a comissão é uma representação dos lobbys, e as decisões no parlamento são aprovadas por maioria e não por unanimidade,como dantes, logo, os países maiores tem mais deputados, e sao os interesses deles que sao protegidos. internamente, os deputados europeus, ninguém sabe quem são e o que la fazem,e não há ligação ao governo para intercederem pelos interesses nacionais.

    Gostar

    Responder

  3. Marcos Pinto Basto Says:

    UE está parecendo sigla de União dos Espertos! E os países membros não têm voz ativa sobre o assunto?

    Gostar

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: