APERTEM OS CINTOS

Por:  Nuno Serra

Cito de memória o diálogo de um filme dos anos oitenta, «Aeroplano» (de Jim Abrahams e Jerry e David Zucker). Quando o avião se começa a descontrolar, um dos assistentes sugere um conjunto de procedimentos ao impreparado e improvisado piloto, tendo em vista estabilizar o aparelho. Mas o piloto responde que não, que nem pensar, que «fazer isso seria uma loucura irresponsável». Para dizer, de seguida, o que decidira fazer, em alternativa ao que lhe era proposto: levar a cabo os procedimentos que lhe tinham acabado de recomendar.

Vem isto a propósito, evidentemente, das garantias dadas por Passos Coelho, de que «Portugal não quer nem mais dinheiro nem mais tempo» da troika. De facto, ao ser confrontado com o descarrilamento total dos objectivos do Memorando de Entendimento, o que o primeiro-ministro vai fazer é apenas discutir a possibilidade de dilatar, em mais um ano, o prazo estabelecido para o cumprimento do défice, nos 3% fixados pela UE. Nada de mais tempos nem de mais dinheiros, nem pensar. Mas não será isto uma espécie de renegociação? Sim. Só que nada tem que ver com as propostas loucas e irresponsáveis que têm sido feitas, à esquerda, nesse sentido. «Estamos na direcção correcta. Não existe necessidade de alterar a trajectória», afiança Passos Coelho.

O que quer isto dizer? Que a crise está superada? Não. O desemprego que alastra, as falências em catadupa, o empobrecimento sem fim estão aí para o demonstrar: estamos hoje muito pior do que quando a maioria de direita tomou posse. Quer então dizer que a austeridade está finalmente a chegar ao fim, a tornar-se desnecessária? Não. O primeiro-ministro prepara-se para reforçar a dose, antecipando para 2013 o corte de mais 4 mil milhões na despesa pública e esboroando assim ainda mais o consumo interno, numa economia que já se encontra em farrapos.

O que isto quer dizer é, como assinalava o Nuno Teles no dia em que o governo celebrava a fraude do «regresso aos mercados», que estamos a entrar formalmente no segundo resgate. Isto é, o financiamento de mercado chegar-nos-á eventualmente graças às intervenções do BCE, enquanto garante de última instância das dívidas soberanas dos países da zona euro. E a austeridade, que se prolongará criminosamente, está agora inscrita nas «condicionantes» referidas por Mario Draghi para que o BCE possa exercer esse papel, quando a troika já não andar por cá. Novas, redobradas e sucessivas medidas de corte orçamental e aumento de impostos, numa espiral destrutiva que não terá fim. É a isto que Passos Coelho e Vítor Gaspar chamam o início do fim do Memorando de Entendimento.

No Brasil, o título do filme de Jim Abrahams e Jerry e David Zucker foi traduzido por «Apertem os cintos… O piloto sumiu!». Sim, apertem os cintos: é isso que nos vão continuar a pedir para fazer, enquanto o avião continua a despenhar-se. Sim, apertem os cintos: o piloto não sumiu, apenas entrou em modo automático. Sim, apertem os cintos: mesmo que isso, como até aqui, não nos vá valer de rigorosamente nada. Se não for detido, o avião prosseguirá a sua rota suicida, até ao impacto final.

, , , ,

About Carlos Piteira

Licenciado em Microbiologia pela Maryland University. Especialista em Microbiologia Clínica pela American Society of Clinical Pathologists. Consultor da Qualidade do Ar Interior. Autor do livro: ” A Qualidade do Ar Interior em Instalações Hospitalares”

Ver todos os artigos de Carlos Piteira

Subscrever

Subscribe to our RSS feed and social profiles to receive updates.

5 comentários em “APERTEM OS CINTOS”

  1. RDC Says:

    E depois, quem nos governa? Quem tomará a pilotagem do avião? Outro piloto como o anterior, mas de outra companhia aérea?

    Gostar

    Responder

    • opaisquetemos Says:

      Caro RDC,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Faço as mesmas perguntas a mim mesmo. A menos que seja instalado um Governo de Salvação Nacional, para se poder corrigir a constituição política no respeitante à eleição de deputados para a Assembleia da República, nada modificará na situação do país. Os deputados ao serem eleitos através de listas dos respectivos partidos, devem obediência aos partidos e não aos seus constituintes. Assim, são os partidos quem mais ordenam e o povo, por muitas manifestações que façam e muito gritem, nunca terão voto na matéria. Nada modificará.

      Sinceramente,

      Carlos Piteira

      Gostar

      Responder

  2. Marcos Pinto Basto Says:

    Na situação em que Portugal se encontra entregue a um desgoverno de Passos Coelho e sua orquestra de incompetentes, irresponsáveis, charlatões e vendilhões, só existe uma solução:GREVE GERAL EXIGINDO A DESTITUIÇÃO DE TODOS OS GOVERNANTES, SEU CONFINAMENTO EM PRISÃO DE SEGURANÇA MÁXIMA, JULGAMENTO EM PRAÇA PÚBLICA!

    Gostar

    Responder

    • opaisquetemos Says:

      Caro Marcos Basto,

      Obrigado pelo seu comentário. Concordo plenamente consigo.

      Sinceramente,

      Carlos Piteira

      Gostar

      Responder

      • Marcos Pinto Basto Says:

        Caro Piteira, a situação em Portugal deixa-me transtornado de preocupações com o Povo mais pobre e ao mesmo tempo perplexo com a passividade tolerante do Povo. A manifestação de sábado passado, já veio muito tarde e foi muito ordeira, muito pacata, não mostrando a verdadeira indignação dos mais pobres que são sempre quem sofre mais. No 25 de Abril de 1974, tiveram tanta “valentia” contra Marcelo Caetano e fizeram uma descolonização tão “linda, humana e perfeita” que veio dar nesta situação deplorável em que o País se encontra, tornando-se necessária agora sua repetição, mas onde estão esses mariquinhas que não enxergam quanto estão sendo roubados e humilhados por tremendo bando de burlões apátridas, vendilhões, autênticos TRAIDORES da PÁTRIA que necessitam ser presos! Têm que revoltar-se!
        Obrigado por sua atenção, Marcos Pinto Basto

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: