A REMODELAÇÃO DO GOVERNO, SERÁ TARDIA E EM NADA MODIFICA O ESTADO DA NAÇÃO

29 de Setembro de 2012

O PAÍS QUE TEMOS

A comunicação social tem comentado  e mesmo referindo nomes nos últimos dias, para algumas das pastas governamentais mais polémicas.

A situação do país é bastante complicada e a remodelação governamental já tardia, em nada irá solucionar a condição económica e o mau estar social a que o país chegou em todo os sectores.

É Certo que este governo não pode ser considerado responsável pelo estado económico em que o país se encontra. A degradação económica do país tem vindo a aumentar há quase três décadas. O actual governo tem menos de ano e meio em funções. Mas:

  • Este governo é responsável, pela incompetência de gestão e falta de visão em focar em outras soluções, para além do aumento contínuo das medidas austeridades.
  • Este governo é responsável, por não ter criado medidas a tempo que evitassem a continuidade da falência de pequenas e médias empresas que eram o dorso da economia que ainda existia. Uma promessa da campanha eleitoral, prometendo o pagamento do IVA só após a cobrança das facturas, foi omitida das intenções deste governo. Empresas sem disponibilidades de verbas para cumprir essas obrigações foram forçadas no incumprimento e obrigadas a encerrar as portas.
  • Este governo é responsável pela incapacidade da criação de novas estruturas para enriquecimento económico.
  • Este governo é responsável, pela agressividade nas medidas de austeridade e punição das classes mais desfavorecidas.
  • Este governo é responsável pela continuidade em protecção e benevolência para com grandes grupos económicos e financeiros, sem qualquer benefício advir daí em benefício da maioria dos portugueses.

Neste momento, mudar algumas caras mais mediáticas no governo, mas dar continuidade às mesmas políticas em nada modificará o caos da situação político-económica e social em que o país se encontra. É tal como, alguém mudar de roupa mas não tomar banho.

QUAL a solução? Novas eleições? Seria pior a emenda que o soneto. Esse tem sido o método de tentar solucionar quando o povo se agita contra o governo em funções. O resultado, estamos vivendo de novo agora. O governo actual é o produto de eleições antecipadas. Tal como no passado, estamos num beco sem saída.

Numa sondagem colocada num artigo que recentemente publiquei intitulado: “É PRECISO MUDAR DE RUMO. MAS COMO? , este foi o resultado:

Qual a opinião sobre o governo do país?

  • Manter o actual governo  7.69%  (33 votes)
  • Pedir demissão do actual governo  7.23%  (31 votes)
  • Instalar um governo de salvação nacional  33.1%  (142 votes)
  • Reformar o sistema político do país  51.98%  (223 votes)

Total de Votos: 429

É realmente, uma amostra muito pequena em relação à população do país. Mas no número total de pouco mais de 500 leitores do artigo no espaço de 48 horas, representa, sem influências político-partidários na sondagem, que a maioria dos portugueses, não pretende este governo ou a sua substituição por outro. Os portugueses desejam um governo de salvação nacional e uma reforma do sistema político do país.

Duvido no entanto, que com o actual Presidente da República, que um governo de salvação nacional possa vir a ser constituído. Duvido também, no caso de poder vir a acontecer com o actual PR, que Cavaco Silva possua a lucidez e a imparcialidade para poder constituir um tal governo, sem ligações partidárias ou nomes de membros duvidosos. Seria da responsabilidade desse governo de salvação nacional a reforma do actual regime político instalado em Portugal e que está a destruir o país dia após dia.

About Carlos Piteira

Licenciado em Microbiologia pela Maryland University. Especialista em Microbiologia Clínica pela American Society of Clinical Pathologists. Consultor da Qualidade do Ar Interior. Autor do livro: ” A Qualidade do Ar Interior em Instalações Hospitalares”

Ver todos os artigos de Carlos Piteira

Subscrever

Subscribe to our RSS feed and social profiles to receive updates.

4 comentários em “A REMODELAÇÃO DO GOVERNO, SERÁ TARDIA E EM NADA MODIFICA O ESTADO DA NAÇÃO”

  1. Sandy Sennin Says:

    Saudações,

    A mim parece-me que a demissão do governo ė, de todo, insuficiente e pouco inteligente.
    Insuficiente na medida em que será essencialmente fazer o que se tem feito atė hoje: colocam-se lá novos “porcos” e a pocilga continua a mesma. Nem o cheiro altera!

    A continuação deste governo será, para mim, tão negativo quanto a substituição.

    A opção do governo de salvação ė algo que me faz imensa confusão. Como pode um dos culpados desta situação escolher alguém que se espera ajudar o pais a sair da crise que vive? O PR ė um dos progenitores desta corja que nos governa. Mais uma vez digo: o sr. Cavaco Silva não tem autoridade moral para tal. Pode ter autoridade constitucional, mas sem a componente moral, de nada serve tal tomada de decisão.

    Assim, apenas nos resta a reformulação do actual sistema que, de resto e tendo em conta a actual situação mundial (ou deveríamos dizer ocidental?) ė o passo lógico na (r)evolução do pensamento político e, mais importante, social.
    No entanto, teremos alguém que seja de facto por Portugal e pelos portugueses? Isto ė, alguém que reuna o amor à pátria, a lucidez para não cair em extremos, para denunciar o que está mal, para propor soluções, para se fazer auxiliar de semelhantes movidos por nobres intenções? Ou seria este outro 25 de Abril e o aparecimento de novos Mários Soares e Cavacos Silvas?

    (Ps: em portagens anteriores referiu-se a mim como “cara”, mas sou um “caro”. Mas não há problema pois não me sinto ofendido :D)

    Gostar

    Responder

    • opaisquetemos Says:

      Caro Sandy,

      Os meus agradecimentos pelo seu comentário. Também, as minhas desculpas por o tratar como cara em lugar de caro. Mas no anonimato, por vezes é algo complicado saber quem é do outro lado.

      Concordo com todo o seu comentário. Mas, apenas o PR poderá constitucionalmente propor uma mudança de regime, porque de modo algum será os partidos o fazer tal. Conforme mencionei no meu comentário anterior, teria que ser instalado um governo de salvação nacional sem partidos nem elementos dúvidosos. Mencionei também duvidar na imparcialidade e lucidez de Cavaco Silva. Para além do PR, só uma revolução das forças armadas conseguiria tal proeza.

      Acredito que o governo irá paziguar a situação com as forças armadas e as forças de segurança pública, deixando os portugueses na impossibilidade de coesão com as mesmas.

      Sinceramente,

      Carlos Piteira

      Gostar

      Responder

  2. Zé das iscas Says:

    Este PR é um típico português. Assim, o que ele quer é o bem estar dele e chegados!
    Desse motivação para as pessoas válidas trabalharem e criarem riqueza e acabem com os apoios a calacice e mandraça, seria já um bom começo!

    Gostar

    Responder

    • opaisquetemos Says:

      Caro Zé,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Concordo com o seu comentário sobre o PR.

      No entanto, com todo o respeito pela sua opinião, devo dizer-lhe que no número de desempregados, há e sempre houve um pouco de tudo. Há milhares de pessoas válidas para trabalhar, que desejam desesperadamente um posto de trabalho e a maioria deles sem qualquer tipo de subsídio. E há milhares de outros também válidos para trabalhar, mas que optam por viver á conta de qualquer tipo de subsídios que possam obter do Estado.
      Trata-se de uma situação que não podemos generalizar, e actuar impulsivamente. É importante separar o trigo do joio.

      Sinceramente,

      Carlos Piteira

      Gostar

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s